sexta-feira, julho 29, 2005

Terror em Torres Vedras


[Clica para aumentar]

Há vários meses que dezenas de animais viviam abandonados numa vivenda em Torres Vedras, situação macabra "que se perpetuou com a passividade consciente das autoridades competentes", segundo Miguel Moutinho, Director Executivo da ANIMAL.


[Clica para aumentar]

Foi posto um termo a esta cenário atroz no passado dia 27 de Julho, após acção da
Associação para a Protecção dos Animais (Torres Vedras).

Todos os 62 animais foram recolhidos por aquela associação, tendo recebido já os tratamentos necessários. Curiosamente, e felizmente, nenhum deles aparenta estar doente, mas é necessário proceder-se à vacinação, desparasitação, e avaliar possíveis cuidados médicos que possam necessitar.


[Clica para aumentar]

"Além disso, todos estes animais precisam de ser urgente e responsavelmente adoptados, para, depois de terem resgatados daquele inferno, não venham, agora, a ser mortos no Canil Municipal. Como sociedade, como comunidade de pessoas preocupadas com os animais, não podemos admitir isso." (M.M.)

Está ao alcance de todos nós ajudar estes animais. Quem tiver condições para acolher um animal, pode adoptar um destes amigos contactando a associação. Mesmo que não esteja ao vosso alcance fazê-lo, não deixem de entrar em contacto com APA e perguntar de que outro modo poderão ajudá-los, pois todos estes animais atravessaram uma complicada situação, que lhes pode ser traumatizante.


[Clica para aumentar]

Contactos Úteis
[Presidente] Olinda Dias - 96 915 97 33
[Secretário] Armando Paixão - 91 754 01 22

Sede da Associação
Rua Raimundo Porta, 14
2560-692 Torres Vedras

Tlf.: 261 315 810
Fax: 261 313 050

E-mail

Uma possível sugestão é a seguinte: a organização Pelos Animais decidiu concentrar a sua acção de solidariedade nestes animais, por isso ao comprar uma das suas t-shirts está a contribuir directamente para os cuidados para com estes animais.

Apelamos ainda para que façam circular esta mensagem, para que num reduzido espaço de tempo seja encontrada uma solução viável para cada um destes amigos.

quinta-feira, julho 28, 2005

Olá, Laura!


«Olá! Eu sou a Laura, uma cadela galgo muito meiga, dócil e sociável. Até há bem pouco tempo fui leal e uma grande amiga para uma família. Só que eles foram de férias, e esqueceram-se de me levar com eles, como se de uma simples bagagem se tratasse. Fiquei quase um mês abandonada junto de um condomínio onde quase todos os moradores me tratavam bem. Acontece que entre tantos amigos, houve alguém que me traíu, chamando um homem do canil para me levar com ele e entre paredes cinzentas acabar com a minha vida... Uma amiga resgatou-me a tempo e fez uma viagem de 130 kms comigo. Neste momento estamos juntas num apartamento minúsculo em Aveiro, mas para além de eu não ter espaço sequer para me mexer, ela tem de me esconder da senhoria e de outras pessoas que dividem o apartamento com ela.

Estou demasiadamente assustada, mas se me acarinhares eu confio em ti. Preciso urgentemente de alguém disposto a dar-me muitos mimos para conseguir ultrapassar este trauma. Por favor, ajuda-me!»
Quem me puder ajudar numa solução para esta menina linda contactem-me via 91 884 03 78. Também eu estou assustada por não saber como a posso ajudar! Obrigada!

sábado, julho 23, 2005

Tortura na Figueira da Foz

No próximo dia 7 de Agosto terá lugar na Figueira da Foz mais um espectáculo tauromáquico. Por toda a cidade estão espalhadas centenas de cartazes, pelo que se pode adivinhar casa cheia. Estarão Sónia Matias, João Moura e o filho, João Moura Júnior.

A Figueira da Foz afirma-se como uma cidade moderna, mas infelizmente ainda está presa a alguns costumes bárbaros e desrespeitadores da vida animal.

O
GLA - Grupo de Libertação Animal sugere a todos que contactem o Gabinete do Presidente da Câmara Municipal (Eng.º António Duarte Silva) daquela cidade apelando ao cancelamento daquele espectáculo bárbaro. Podem fazê-lo através dos e-mails dina.maia@cm-figfoz.pt ou maria.lurdes@cm-figfoz.pt.

Em alternativa podem escrever para:

Câmara Municipal da Figueira da Foz
A/C Eng.º António Duarte Silva
Avenida Saraiva Carvalho
3080-501 Figueira da Foz

Outros meios de contacto com aquele executivo camarário serão:
Tel: 233 403 300
Fax: 233 403 310
Sítio de Internet

O GLA pede ainda aos activistas da Figueira da Foz a presença frente ao Coliseu Figueirense no próximo dia 7 de Agosto a partir das 14h. Para mais informações acerca da acção que se pretende realizar, por favor contactem o grupo.


«Esta forma de tortura e de completo desrespeito pelos animais é ainda vista como uma expressão cultural e como tradição, por uma minoria de indivíduos que lucram à conta da tourada ou que por ela nutrem um sentimento de fascínio sádico.

«A indiferença com que o público encara as touradas acontece porque existe ignorância sobre a verdadeira natureza dos actos das pessoas que promovem essa barbárie como cultura. A realidade é bem diferente e perturbadora.»


quarta-feira, julho 20, 2005

Programa de Intercâmbio de Animais no Verão


A LPDA - Liga Portuguesa dos Direitos dos Animais desenvolveu um programa em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, programa esse que permite fazer o cruzamento de informação entre todos aqueles que queiram ir de férias mas não têm onde deixar o seu companheiro de 4 patas, e aqueles que se querem voluntariar para acolher estes amigos em sua casa por um período de tempo determinado, permitindo assim oferecer-lhes umas férias de qualidade.

Todos aqueles que pretendem mais informações acerca deste programa de intercâmbio podem contactar a LPDA através dos números 214578413 e 214581818, ou através dos e-mails
lpda@lpda.pt ou sampaiomc@netcabo.pt.

"Este programa de intercâmbio é gratuito e tem como objectivo oferecer lares provisórios aos animais e deste modo reduzir o abandono de animais no Verão.

"Quanto mais ele for divulgado mais pessoas saberão da sua existência e mais pessoas e animais poderão beneficiar dele!"

Por favor, passem esta informação aos vossos contactos e, se possível, espalhem-na em cafés, lojas de animais, veterinários, caixas de correio, etc.!

Ainda vamos a tempo de salvar milhares de animais de serem deixados ao abandono!

domingo, julho 17, 2005

Manifestação anti-touradas
24 de Julho @ Póvoa de Varzim

No dia 24 de Julho, Junte-se à ANIMAL e à PETA na Póvoa de Varzim,
(às 15h, em frente à Praça de Touros da Póvoa de Varzim)

Numa manifestação contra a Tourada da Casa de Pessoal da RTP Norte

Participe nesta acção e divulgue-a junto de todos os seus amigos e conhecidos!

Traga o seu biquini, fato de banho e/ou roupa de praia e Junte-se à ANIMAL e à PETA nesta manifestação anti-tourada para dizer

"Eu prefiro ir à Praia a ir à Tourada!" + info

Para conhecerem a verdade por detrás das touradas, vejam (e divulguem) este vídeo:



Entretanto, e porque (talvez) vamos ainda a tempo de fazer com que esta corrida de touros não aconteça, por favor contactem o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, e peçam-lhe para abolir as touradas nesta cidade. Em baixo fica a mensagem sugerida pela ANIMAL (sugerimos que a tornem ainda mais pessoal, antes de a fazerem chegar ao seu destino - quanto mais personalizada, maior o impacto):

***

Exm.º Senhor Dr. José Macedo Vieira
Digníssimo Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim:


Excelências,


Tendo em consideração que a Póvoa de Varzim é uma cidade tão bonita, com tantas ofertas culturais e de lazer diferentes e tão interessantes, com uma longa extensão de excelentes praias acompanhadas por uma avenida marginal tão ordenada e apreciável, não consigo compreender como pode uma cidade destas ter uma praça de touros onde animais são barbaramente torturados em nome do entretenimento e de uma tradição cruel e ultrapassada cuja manutenção é completamente indefensável.


Tendo visto tantas imagens desta cidade que fazem com que a vontade de a visitar frequentemente seja imensa, devo, contudo, dizer que a praça de touros que esta cidade tem – sobretudo porque continua activa, embora com pouca actividade – faz, por aquilo que representa, com que a minha vontade de ir à Póvoa de Varzim se resuma, para já, a uma visita de protesto contra a praça de touros e contra o que nesta arena acontece aos animais. A actividade desta praça de touros envergonha a Póvoa de Varzim, que é uma cidade bonita e interessante demais, para ficar manchada com o sangue e o sofrimento de animais que são vítimas deste espectáculo arcaico que é a tourada. As touradas, garraiadas ou rodeios que aconteçam nesta são, além de eticamente chocantes e absolutamente condenáveis, a pior publicidade que uma cidade como a Póvoa pode ter.

Por tudo isto, em nome dos animais que são ainda torturados na Praça de Touros da Póvoa de Varzim – sendo inclusivamente de destacar que a própria actividade tauromáquica nesta cidade está muitíssimo reduzida fruto do desinteresse e da condenação pública a que esta violenta actividade está sujeita –, venho pedir a V. Ex.as que, à semelhança do que fez o Conselho Municipal de Barcelona, em Espanha, declarem a Póvoa de Varzim a primeira Cidade Anti-Taurina de Portugal, estabelecendo o bom exemplo que a sociedade portuguesa e a maioria da população da Póvoa de Varzim aplaudiriam. Apelo ainda a V. Ex.as que, no quadro desta medida, possam encorajar o proprietário da praça de touros a transformar aquela arena num espaço de espectáculos, eventos e exibições de arte, cultura e entretenimento não-cruéis. Mais uma vez, a dar o (bom) exemplo.


Pela minha parte, sei que, quando a Póvoa de Varzim estiver livre de touradas e espectáculos afins, quererei visitar esta cidade muitas mais vezes do que de outro modo admitira fazê-lo, e para conhecer o que a cidade tem de melhor – sem ter que me voltar a preocupar com o choque que o sacrifício de animais em espectáculos tauromáquicos me traria ao visitar a Póvoa.


Ficando a aguardar uma resposta de V. Ex.as,


Com os melhores cumprimentos,
(...)

segunda-feira, julho 11, 2005

Cães eutanasiados por choques eléctricos em Manila

Em Manila, capital das Filipinas, cães abandonados são electrocutados no canil municipal. Segundo testemunhas oculares da organização PAWS (Phillipines Animal Welfare Society), os cães são forçados a entrar em jaulas atráves do uso de laços de arame onde lhes inflingem descargas de 300 volts. Estas descargas não são suficientes para matar o animal imediatamente. Provocam um sofrimento atroz até o cão finalmente sucumbir.

Leiam mais sobre este assunto:

Artigo


E vejam as imagens chocantes!

Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4

Assinem a petição que pede métodos menos crueis de eutanásia e a implementação de um programa de esterilização e castração.

Pessoalmente gostaria de banir a eutanásia por si só, mas entendo a necessidade de medidas moderadas, capazes de serem efectivamente adoptadas por este canil de Manila. Um passo de cada vez e chegamos lá!

domingo, julho 10, 2005

Caça aérea ao lobo

Todos conhecemos a história do Capuchinho Vermelho e do Lobo Mau. A moral da história é igual às outras histórias todas que ouvimos na nossa infância: quem se porta mal, mais cedo ou mais tarde é castigado.

Quem vai castigar agora os senhores que teimam em caçar lobos no Alasca, às centenas, do alto dos seus aviões? Os lobos precisam da ajuda de lenhadores corajosos.

Leiam mais sobre esta tonteria em:

*
Help Save Alaskas Wolves. Assinem a petição no final da página de entrada deste website!

*
Friends Of Animals

Assinem as petições abertas a toda a comunidade mundial em:
*
STOP AERIAL HUNTING (dirigida ao Governador do Alasca)

*
STOP AERIAL HUNTING (dirigida ao Secretário do Interior dos EUA

Vejam e divulguem o video em:

Aerial Hunting Video

Ainda há quem tenha medo do Lobo Mau...

sexta-feira, julho 08, 2005

Picnic Vegetariano de Verão

Sábado, 9 de Julho, a partir das 13.00, na Quinta do Covelo - Porto

O Pic-Nic vegetariano é um evento destinado a divulgar o vegetarianismo \ veganismo, os valores ecológicos, estilos de vida sustentáveis e saudáveis. É um acontecimento com um carácter muito informal onde o principal elemento, para além da divulgação de princípios e práticas, é o próprio convívio e confraternização. Vem à Quinta do Covelo partilhar e experimentar comida vegetariana e vegana, conviver. Vem passar um dia ao ar livre, conversar, partilhar ideias e saberes, etc.!

*Sábado, 9 de Julho*, durante o dia (a partir das 13h) na *Quinta do Covelo*, e por iniciativa do GAIA (Grupo de Acção e Intervenção Ambiental), do TERRA VIVA - Associação de Ecologia Social e ainda a participação da recentemente criada AVP - Associação Vegetariana Portuguesa vai realizar-se o Pic-Nic Vegetariano de Verão. Ao Pic-Nic estarão associadas outras actividades como um ENCONTRO TROCAL, workshop de alimentação crudívera, conversas, e uma reunião de preparação de uma plataforma de defesa animal.

O TROCAL é um movimento que pretende promover sistema de troca locais e mecanismos financeiros auto-geridos, nesta fase inicial tem funcionado sobretudo através da troca directa pelo que se sugere que quem puder e quiser traga objectos e bens que esteja interessado em trocar com outras pessoas. Poderão ainda haver outras actividades ainda não confirmadas..

O local do Pic-Nic será na Quinta do Covelo. A melhor forma de deslocação a partir da Avenida dos Aliados são os autocarros 77 e 79. Aqui podem ver o cartaz do Pic-Nic para tirar fotocópias e distribuir. Não se esqueçam de trazer os próprios utensílios para o Pic-Nic (prato, talheres, copo...), para bem do ambiente!

Alguma dúvida contactar a Diana (937267541), ou a Vera (918120832).

Organização:
*GAIA * (Grupo de Acção e Intervenção Ambiental)
*TERRA VIVA * (Associação de Ecologia Social)

quarta-feira, julho 06, 2005

Por uma causa tão nobre, um espectáculo tão medieval

A Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21 (APPT21) está a promover uma corrida de touros para o próximo dia 8 de Julho, Sexta-feira, na Praça de Toiros da Arruda dos Vinhos.

Os lucros desta acção reverterão a favor desta instituição.

Aqui apresento a minha solidariedade por esta causa! Mas deixo também o meu pesar por perceber que por uma causa tão nobre, promovem um evento atroz e horrendo.

Enviem os vossos
e-mails de protesto à APPT21, ou telefonem para o número 21 839 42 22, mostrando o vosso desagrado por esta forma de angariação de lucros.

Se preferirem, podem também contactar esta associação através do seu número de fax (21 837 17 12), ou pela morada:

Rua Dr. José Espírito Santo, Lote 49, Loja 1
1950-094 Lisboa

sábado, julho 02, 2005

Divulgação: MOVE

«A MOVE - Movimento Verde é uma Associação de Defesa Ambiental que urge nascer. Urge defender causas que não têm voz para ecoar. Urge defender um património que é de todos nós, e que, por ganância de alguns se tende a perder. A MOVE pretende ser um ponto de viragem, de mudança, para cuidarmos melhor da nossa "casa". A natureza tem sido paciente e as políticas mundiais continuam a adiar o inevitável: mudança e sustentabilidade.»

Este projecto, nascido em Viseu, está a precisar de colaboradores, pois está em fase de preparação um desfile contra as peles que pretende chocar! Entre 6 a 10 modelos irão desfilar no palco da Acert, no Tom de Festa, arrastando peles e restos de animais oriundos do matadouro.
+ info

As organizadoras, Suzanna e Milene Matos, pedem a colaboração de todos, pois serão precisos voluntários para sustentar um stand da MOVE num evento entre 20 e 24 de Julho, vendendo merchandising, falando de ambiente, fazendo jogos didácticos com as crianças, etc..

Contactos
E-mail :::
suzanna@sapo.pt
Tlm ::: 962762609