domingo, abril 10, 2005

Coreia ::: Legalização da Carne de Cão

Image Hosted by ImageShack.us

Em Eras capaz de te cobrir com a pele do teu melhor amigo? foi focado o uso de cães e gatos (que no Ocidente adoptamos como animais de companhia) na indústria das peles. Esta ideia pode demover muita gente na hora de comprar qualquer espécie de artigo em pele ou pêlo, porque por vezes tendemos a cuidar melhor destes animais, do que de todos os outros.

E se agora vos falarmos do uso da carne de cão na indústria alimentar do oriente? Quantos de vocês não sentem um calafrio sequer de imaginar? (Aqui abrimos os parênteses para dizer o seguinte: com este especial destaque para os nossos animais domésticos, não pretendemos criar distinção entres estes e aqueles que usamos na nossa alimentação; porém, no Oriente, gatos e cães são mortos em ruas ou feiras com requintes de crueldade extrema, pois diz a tradição funesta e descabida, que quanto mais o animal sofre, mais afrodisíaca será a sua carne - para além de revelar a virilidade de quem mata os animais.)

Este assunto está na ordem do dia de muitos protectores dos direitos dos animais mundo fora, pois a Coreia está cada vez mais próxima da legalização da venda do cão como comida. Um secretário de estado do departamento de Coordenação Política na Coreia levou a cabo um estudo de controlo higiénico para o uso alimentar da carne de cão, e esse assunto será debatido em parlamento. Se a moção for aprovada, assistiremos a um dos maiores retrocessos da humanidade em pleno século XXI. (A única esperança é o actual Ministro da Agricultura na Coreia dizer que de forma alguma poderá existir controlo da higiene na produção destas carnes.)

Está ao alcance de todos fazer chegar esta informação ao maior número possível de pessoas, para além de também ser possível a cada um de nós enviar o seu protesto através do site Take Action: Korean Government Seeks to Legalize Dog Meat.

Pedimos desculpa pelas chocantes imagens que aqui vos vamos deixar, porém só desta forma nos consciencializamos da gravidade deste assunto. Por favor, ajam!

Image Hosted by ImageShack.us Image Hosted by ImageShack.us Image Hosted by ImageShack.us Image Hosted by ImageShack.us Image Hosted by ImageShack.us Image Hosted by ImageShack.us

+ info:
Born (to be) Wild

18 Comments:

Blogger Oscar Ernesto said...

Isto não se passa só na Coreia como também na China à vista de todos. Esta deve ser uma luta não só pelo que se passa na Coreia mas também em outros países do Oriente. Quando estive em Macau, não vi um único cão na rua... E quando passei a fronteira para a China, fui a um mercado onde vi as imagens que estão no post. Nunca me seinti tão deslocada como lá. E se fosse só o cão...

1:04 da manhã  
Blogger brun0.m@rkez said...

já enviei o manifesto! estou chocado com as imagens, deixaram-me indisposto! é extraordinário como as pessoas conseguem tomar estes actos! não consigo acreditar que tornam estas situações quase como mitos e actos de bravura! "que quanto mais o animal sofre, mais afrodisíaca será a sua carne" - isto apesar de ridiculo torna a minha opinião, infelizmente, generalizadora destas culturas!

1:28 da manhã  
Blogger Wakewinha said...

Oscar, infelizmente nos países onde a comercialização dessa carne está já legalizada, pouco ou nada se pode fazer! Importa então evitar que na Coreia tenhamos também milhares destes animais a serem mortos naquelas condições!

Brunex, estás cá comigo; também os generalizo, e cada vez com mais argumentos. (Porém é importante referir que se encontram enúmeros sites de activistas contra esta moçao; e na Coreia até é habitual domesticar estes animais, o que já não acontece na China, por exemplo.)

1:39 da manhã  
Anonymous Clitie said...

A minha opinião sobre a China é cada vez mais vincada! Nunca gostei do povo...por todos os documentarios que tenho visto, sobre o tratamento aos animais e às próprias crinças!!

Estas imagens são indiscritiveis!!

12:16 da tarde  
Blogger Keia said...

é horrível, só d pensar... m o problema é ser real... bem real!...

bem, kero dar-vos os parabéns pela iniciativa e comunicar k estarão linkados lá no meu cantinho! P´los animais! :)

***

2:23 da tarde  
Blogger ElEkTrO said...

Tenho que dar os parabéns á rakel por ela ter metido aqui algo relativo a este assunto porque eu já tinha visto as imagens e de tão chocado que fiquei não tive a coragem que ela teve...Mas infelizmente como só o que é chocante é que chama a atenção...Não sei como há pessoas neste mundo capazes de crueldades como esta e as restantes que já aqui vimos...Será que não têm o bom senso de pensar que são vidas que ali estão a ser desperdiçadas???Vamos todos juntos vencer em prol do bom senso e de defender aquilo que de melhor a vida nos proporciona,os animais!!!

10:06 da tarde  
Anonymous £iana said...

É realmente terrível....sabe.....eh muito difícil terminar um costume de anos....como esse......Tb tenho mudado minha opinião sobre esses países......eles têm mania de dizer q a adrenalina melhora o goisto da carne...por isso "justificam" o sofrimento q causam aos animais.....poxa...se eles realemnte têm essa tradção de comer os animais, q pelo menos eles não sofressem...sou completamente contra o sofrimento de bois, porcos, aves, etc!!! Odeio isso...e cada vz mais...odeio esse mundo!!!

12:47 da tarde  
Blogger pandora said...

kida, já te dei o devido destaque no meu blog. agora é esperar que muitos juntem a sua à nossa voz.
bj.

5:03 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Venho por este meio felicitar-vos pela Vossa iniciativa, ao terem criado este Blog com informação tão clara e esclarecedora.

Como me foi solicitado, colamos um selo no nosso Blog, e fizémos um post de referência ao vosso trabalho.

Só um alerta... Que a protecção dos animais não se transforme em fundamentalismo representando assim uma ameaça para os demais (principalmente para as plantas)

5:09 da tarde  
Blogger Angela said...

Uma excelente iniciativa. Parabéns!

5:17 da tarde  
Blogger Humor Negro said...

A Razão da Tourada. Amanhã no sítio do costume, está em linha com o espírito deste teu novo site.

6:05 da tarde  
Blogger wind said...

Já enviei o meu protesto, vou colocar o selo e mais tarde no meu blog vou divulgar este. beijos e parabéns por seres como és!

8:19 da tarde  
Anonymous Fernando said...

Se calhar vou chocar muita gente, mas não me incomoda que se comam cães e gatos noutras culturas. Lembrem-se que na India não se comem vacas e que os Muçulmanos não comem porcos e imagino o que pensarão de nós por o fazermos.

O que está aqui em causa não é o facto de os animais serem comidos, mas a crueldade com que são mortos.
Esta é a única desumanidade nesta história.

9:16 da tarde  
Blogger Mitsou said...

Já enviei. Farei a respectiva divulgação. Um beijo carinhoso, Rakel.

10:04 da tarde  
Blogger TMara said...

jÁ COPIEI O SELO. pRECISAMOS DIZER: BASTA.Bjocas e ;)

9:12 da manhã  
Blogger Wakewinha said...

Fernando, numa resposta muito pessoal e pouco ortodoxa, digo-te que a mim me choca que se coma qualquer carne, principalmente as que implicam matadouros, e matanças do mesmo género. Mas se leste bem o post, não se trata tanto de evitar que comam a carne de cão; trata-se de prevenir que o façam segundo as tradições, que implicam que os animais tenham literalmente "vida de cão" até serem mortos de modo cruel, pois como escrevi, quanto mais o animal sofre, mais afrodisíaca se torna a sua carne...

3:03 da tarde  
Anonymous Fernando said...

Rakel, uns preferem a carne que implica matadouros, outros os peixes que morrem asfixiados, outros as lagostas cozinhadas vivas, outros as desgraçadas das couves que nem têm boca para gritar.
É assim o mundo, com gostos para tudo.
Mas se leste bem o último parágrafo do meu comentário anterior, então percebeste que estamos de acordo quanto ao essencial.

3:09 da tarde  
Anonymous Mário said...

Penso que realmente nos devemos bater para garantir aos animais de que nos alimentamos uma forma digna de morrer. E que acima de tudo se acabe de uma vez por todas com todo e qualquer forma de prazer humano na morte dos animais! Mas parece-me a mim que o mais importante ainda é garantir a felicidade dos seres durante a sua vida.

Veja-se o caso de um peixe que vive a sua vida no oceano até ser pescado. Decerto sofrerá na morte ao perder as suas capacidades para respirar fora de água. Mas quantos animais não infligem também eles atrozes sofrimentos às suas presas? Reparem como os felinos caçam e matam as suas presas, estando estas por vezes ainda vivas quando começam a ser devoradas. A natureza é cruel e dura, e disso não podemos fugir. Mas repare-se agora no caso do coelho de capoeira, que eventualmente até terá uma morte rápida e praticamente indolor à mãos do seu criador. Mas como foi a sua vida? Toda uma vida a ser engordado dentro de uma caixa minúscula, sem ver luz, sem tirar nenhum prazer da sua existência... Penso que preferia o destino do peixe. Visitem criações de porcos e frangos no nosso país. Eventualmente (nem sempre eu sei) têm todos uma morte mais ou menos rápida e indolor, mas atentem na vida deles....

Não será altura de repensarmos os níveis de consumo de carne na nossa civilização como uma forma de reduzir a pressão na produção industrial de carne?

8:16 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home