sexta-feira, junho 10, 2005

Marcha Virtual

A Greenpeace está a levar a cabo uma ideia original para protestar contra a caça comercial das baleias na Coreia, prática que havia sido abandonada, mas que pretendem agora retomar.

A iniciativa não é senão um foto-protesto. Por isso eles pedem que se sigam 4 simples passos:

1. Selecionar uma frase (como por exemplo a da imagem anexada)
2. Imprimir
3. Tirar uma fotografia (cada um de nós empunha a sua frase e deixa-se fotografar)
4. Enviar e participar (para enviar a foto basta clicar nessa opção no próprio site e preencher o formulário)

Assim a imagem de cada um de nós pode estar junto da fotografia de cerca 17.500 pesoas, sendo posteriormente projectada no edifício onde centenas de delegados de vários governos decidirão sobre a vida das baleias.

Por favor, consultem o site
Marcha Virtual 2005 e participem!

O P'los Animais disponibiliza 3 mensagens em português para download. Podemos agir fazendo uso da nossa língua!

9 Comments:

Blogger Angela said...

Já tenho as imagens. Só faltam as fotografias. :)

2:38 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Parabéns pelo optimo trabalho que têm feito neste blog, continuem assim...

3:34 da tarde  
Blogger wind said...

Não tenho máquina:((( Mas este post alerta muito bem para o massacre das baleias. Continua! bjs

7:15 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A Greenpeace deve julgar que somos todos ricos como eles, e que todos temos camaras digitais ou telefones com camara. Quem tem óptimo, que participe. Quem não tem fica a ver participar.

5:39 da tarde  
Blogger Xana said...

Uma optima iniciativa da greenpeace. também vou paticipar. continua o bom trabalho.

11:58 da manhã  
Anonymous Cat said...

Não tinha máquina nem telemóvel com ela incorporada, mas aproveitei uma foto minha que recebi por e-mail e adicionei-lhe a frase no Photoshop ;)
Obrigada pela divulgação!

4:55 da tarde  
Blogger Beste said...

Aproveito este espaço para passar a mensagem de um site onde pudemos desempenhar um papel activo no que respeita à alimentação de animais em necessidade. Por cada clique no pequeno botão apresentado somos "obrigados" a visualizar alguns anúncios, o que faz com que as empresas mencionadas nesse espaço transfiram um pequeno (mas muito importante)pagamento por cada clique. Não custa nada darmos aqui um clique todos os dias e divulgar estas pequenas/grandes acções em benefício dos nossos queridos e amados animais. Aqui fica o link:

http://www.theanimalrescuesite.com/cgi-bin/WebObjects/CTDSites.woa

Espero que esta ajuda seja aproveitada ao máximo... Beijinhos e abraços!

2:54 da manhã  
Blogger Voice ON said...

Já sei que o comentário é grande, mas:
Olá a todos os que são p'los Animais.
Vim parar a este blog quase por acaso, através do link de outro blog. Entretanto, sem hesitar, já tenho a frase "SALVEM AS BALEIAS". Achei-a a mais indicada para apelar positivamente a quem se preocupa com a sobrevivência das nossas amigas e atribuir a real responsabilidade a quem decidirá: salvá-las, ao impedir que outros as possam caçar ou matar, não é assim?
Não acho que fazer o apelo pela negativa seja o melhor, talvez porque falar na caça ou matança é lembrar (antes do direito à vida que deve ser salvo) prementes interesses que se escondem, em váreas áreas, da gastronomia à indústria, sempre com o lucro no horizonte; nada mais; e, de outra forma, nem o investimento inerente à cruel actividade compensaria.
Tive oportunidade de ver uma reportagem na SIC Notícias que me deixou um pouco mais a par desta desumana e bem equipada prática. Desumana no sentido do que o homem faz... É uma dura realidade, em que os animais ( e que animais! ) são esquecidos em toda a sua magnífica existência, apenas para serem mais um meio de chegar ao lucrativo fim... que triste que isto é...
Nesse documentário, era-nos mostrado, em paralelo, um outro mundo algo diferente. O de uma pequena comunidade que, dedicando-se sobretudo à caça à baleia, concretiza uma realidade e um ideal bem diferentes. Esta gente, desta pequena comunidade praticamente isolada, sem moeda de troca e com poucos recursos naturais, está dependente das baleias. Fazem-no num contexto e condições bem diferentes: de facto, a baleia está na base da sua sobrevivência, sem aparente recurso alternativo, sendo destinada às mais diversas áreas, não da gastronomia à industria, mas da alimentação ao vestuário algo rudimentar. A caça em nada se compara com a das grandes embarcações, com muitos homens e equipamentos, que permanecem vários dias em alto mar, com razoável margem de segurança. Estes homens, da comunidade, vão para o mar em pequenas embarcações , feitas de folha de palmeira (sem saída em série ou linha de montagem, claro está!), aventurando-se nas leis do mundo animal, e sabendo que o risco que correm é tão grande quanto a probabilidade de sucesso, sendo que, no caso de insucesso, o infortúnio chegará também aos restantes elementos da comunidade em terra. É certo que recorrem a alguns meios para caçar (não é, por isso, uma luta 100% animal vs animal, como está patente em toda a natureza), mas dadas as condições em que o fazem, também em nada se comparam aos que alimentam a desenvolvida indústria de atrocidades contra as baleias.
Julgo, portanto, que não é um erro dizer que estas duas realidades são bem diferentes, embora haja um ponto em comum - a caça à baleia (apesar do número de vítimas, também ele ser diferente). Não sei de que forma a situação deste tipo de comunidades é vista pelos que mais defendem os direitos dos animais. Não sei se os defendem com rigidez e a todo o custo, ou excepto quando a sobrevivência humana está em questão, actuando aí as Leis da selva natural e não da selva humana. Espero ter-me feito entender nesta minha comparação, com todo o desacordo em que estou perante os que não respeitam a vida de animais como nós, apenas por questões de ordem material.
Aqui fica a minha alegria pela descoberta do blog. Já se sabe que há sempre quem gostasse de ajudar e defender os animais (eu inclusivé) mas, com alguma falta de empenho e de acesso a fácil informação, acaba por não o fazer. Outras vezes, até se encontra certos meios de ajuda, mas pouco apelativos e de mera ajuda financeira, em que a real defesa é substituída por uns "paninhos quentes" ou em que os reais interesses por trás do crime são totalmente esquecidos, numa atitude de alguma hipocrisia perante as raízes do problema que se pretende resolver.
Espero , a partir de agora, perante o excelente propósito deste blog, passar a ser ainda mais p'los Animais.
Parabéns! Especialmente à Rakel, pela destacada dedicação com que traz até todos nós a possibilidade de também nos dedicarmos.

8:28 da manhã  
Blogger Joana Croft said...

Acho que fui tarde, mas fui. Não enviei uma foto, mas um desenho... n dava para mais X)

10:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home